fbpx

Exposição, Com que máscara eu vou?

A escola Pró Arte de Sorocaba, realizou uma exposição que propôs uma revisita aos trabalhos de Saul Steinberg entre os anos 1959 / 1965 onde o artista explorou a construção de máscaras, uma singular forma de expressão artística.

 

Com que máscara eu vou?

 

Graduado em arquitetura, desenhista, artista gráfico, cartunista – Saul Steinberg nasceu em 15 de junho de 1914, em uma vila da Romênia publicou em revistas de destaque do cenário mundial, em especial, na The New York. Morreu na cidade de Nova York, em 12 de maio de 1999.
As máscaras começaram a fazer parte do repertório de Steinberg em 1959, assumindo rapidamente um importante papel em sua obra, pensamento e imagem pública, à medida que ele cada vez mais passou a usar uma máscara para se apresentar à imprensa. Entre 1959 e 1965, Saul Steinberg, criou dezenas de máscaras feitas com sacos de papel. Suas máscaras ficaram conhecidas através do trabalho fotográfico de Inge Morath (1923-2002) que registrou as
“masquerades”, encontros que ela e Saul idealizaram com amigos em que pousavam com as máscaras em diferentes situações e ambientes.

Conhecendo um pouco de Saul Steinberg através de sua fala:
“Todos usam uma máscara, real ou metafórica”.
“Criei a máscara porque fiquei assustado e com os olhos estalados quando um fotógrafo apontou
uma câmera para mim. Então criei máscaras de saco de papel de meu rosto. Eu tinha condições
de relaxar dentro delas e mostrar uma constante imagem pública para a câmera”.
“Alem disso, havia a satisfação de fazer o fotografo tirar a foto de um desenho meu – não a
realidade, mas um símbolo – uma fantasia, criada por mim”.
“A máscara representa, portanto, essa face postiça e permanente que deve ser sempre vestida
para que uma pessoa apareça de modo esperado e assim tranqüilizar os outros”.
“o que as pessoas fazem, especialmente na América, é elaborar uma máscara de felicidade para
elas”, com um “perpétuo e tranqüilizador sorriso”.

 

Essa exposição teve participação dos alunos, professores e funcionários da unidade de Sorocaba, que entraram no clima e criaram várias máscaras.

O professor Fábio Florentino junto com outros alunos do curso de fotografia fizeram uma sessão de fotos com a máscaras, criando com elas diversas situações.

 

 

Escolha o curso que é a sua cara na Pró-Arte.

Encontre seu curso

maio 14, 2018
Escola Pró-Arte© 1981 - 2019
X